ESTAMOS
À ESPERA
casa das artes
2 anos 9 meses 3 semanas

Alexandre Costa ausente da Assembleia Municipal

A última assembleia municipal do mandato aconteceu ontem e existia a curiosidade para avaliar o estado da narrativa política no concelho, sobretudo depois do comunicado do mandatário de Humberto Brito acusando o PSD de, na apresentação da candidato Alexandre Costa, ter ultrapassado os limites da ética.

A expectativa desvaneceu logo, no início, ao verificar-se a ausência do candidato do PSD que, na qualidade de presidente da Junta, participou noutra reunião à mesma hora. Pelo que os trabalhos decorreram como previsto tendo-se tratado da agenda com os resultados esperados dado que os vereadores sociais-democratas já tinham reprovado as contas, decisão que permitiu que prevalecesse a vontade da maioria socialista. Contas aprovadas, portanto.

Para a história ou memória das coisas pequenas, apenas o início dos trabalhos onde, pela primeira vez, os cidadãos do costume acabaram por não intervir no período da “intervenção do público” dado que quando lá chegaram as 18 cadeiras disponíveis (medida ditada pelo combate à pandemia) estavam ocupadas por cidadãos céleres que, provavelmente pela primeira vez, assistiram aos trabalhos.

Ficaram assim à porta os habituais interventores que em próximas assembleias terão de se deslocar para as instalações bastante mais cedo. Recorde-se que em últimas assembleias, neste mesmo período, os partidos Chega e Iniciativa Liberal surpreenderam a mesa, aproveitando este tempo para fazer intervenções políticas. Na altura o executivo respondeu às mesmas mas assinalou o facto de “representações partidárias” intervirem nos trabalhos usando este estratagema, no tempo que “pertencia” aos cidadãos.

A política segue dentro de momentos.