SCF – Esteve por pouco mas correu mal

No dia de Portugal, o Freamunde disputou no estádio do Amarante Futebol Clube os oitavos de final da fase de acesso ao Campeonato de Portugal da Associação de Futebol do Porto, tendo sido eliminado através da marcação das grandes penalidades.

Legenda: S-Substituído; E-Entrou; A-Amarelo; V-Vermelho; G-Golo; (C) – Capitão; g.p-grande penalidade

Constituição das equipas (da direita para a esquerda):

SC FREAMUNDE: 5-3-2 

99-Diogo Santos (A-89’)

22-Henrique (S-67’); 19-Moreira; 4-Xicão; 27-Paulo Monteiro (C) (G-48’ g.p.); 17-Marco André (A-89’)

20-Pedro Martins (S-77’; A-77’); 6-Vaqueiro; 28-Fonseca (S-67’)

10-Diogo Martins; 23-Beirão (G-19’; S-67’)

Banco de suplentes:

48-Miranda

7-João Sousa (E-67’)

9-Migas (E-67’)

11-Gúzman (E-77’)

14-Moca

16-Castro

31-Pedro Alves (E-77’; A-90+1’)

Treinador: Jorge Nogueira

 

VILA MEÃ: 4-3-3

12-Tiago

21-Jorge Azevedo; 14-Gustavo (S-63’); 15-Seixas (V-83’); 70-Sissé

27-Vítor Hugo (G-31’; S-72’; A-78’); 80-Embaló; 8-Mica (C) (A-18’)

20-Parreco (S-72’); 49-Bruno Silva; 77-Valdinho

Banco de suplentes:

1-Rui Pedro

11-Jorginho

91-Alex Porto (E-72’; G-81’; A-85’)

10-Edu (V-90+1’)

7-Ivandro (E-63’)

19-Zé Tó

9-Mesquita (E-72’)

Treinador: Calica

O jogo começou e notava-se o nervosismo de ambas as equipas, típico de um jogo de decisão. O Freamunde começava a ser perigoso no contra-ataque e o Vila Meã procurava ter bola e desmoronar a organização defensiva do Freamunde. Diogo Martins teve nos pés a oportunidade para fazer o primeiro, mas Tiago manteve a sua baliza a zeros. Os Capões não tardaram a adiantar-se no marcador e aproveitando a sua melhor arma até ao momento na partida, Beirão fez o primeiro após grande passe de Paulo Monteiro. 

A partir deste momento, o Freamunde entrou numa toada mais defensiva, mais passiva, o que fez com que o Vila Meã subisse as suas linhas e começasse a praticar um bom futebol, principalmente a partir do lado esquerdo do seu ataque com as grandes arrancadas de Sissé. Aproveitando a característica do seu lateral esquerdo o Vila Meã restabeleceu a igualdade por intermédio de Vítor Hugo, que após cruzamento de Sissé encostou para o fundo da baliza de Diogo Santos. O Freamunde precisava nitidamente do intervalo e o Vila Meã tentava dar a volta ao marcador.

Empate a um no marcador, primeiros 20 minutos dominados pelos freamundenses, mas durante o resto da primeira parte o Vila Meã elevou o seu nível exibicional. Freamunde precisava de voltar ao nível exibicional dos primeiros 20 minutos da partida já, o Vila Meã iria procurar manter o que fez de bem na primeira parte.

Os Capões entraram novamente melhor e Fonseca de meia distância procurou fazer um grande golo, mas mais uma vez teve resposta atenta de Tiago. Passado apenas um minuto é assinalada grande penalidade a favor dos freamundenses convertida por Paulo Monteiro. Freamunde não corrigiu o grande erro da primeira parte, falta de consistência, e o Vila Meã começou a sufocar os Capões. 

Vila Meã começava a criar oportunidades e Gustavo esteve pertíssimo de fazer o golo, valeram os reflexos de Diogo Santos. Passados apenas quatro minutos, Vítor Hugo falhou completamente sozinho na grande área do Freamunde e, voltou a fazê-lo no minuto a seguir. O Freamunde não respirava nem saía do seu meio-campo. Os treinadores começaram a operar mexidas e as de Calica estavam a surtir efeito, principalmente a entrada de Ivandro. O juiz João Pereira assinalou grande penalidade a favor da equipa do concelho de Amarante sendo convertido por Alex Porto, um dos entrados na partida, restabelecido assim novamente o empate. O Vila Meã ficou reduzido a dez unidades minutos depois pela expulsão de Seixas. Com esta expulsão o Freamunde despertou e Pedro Alves rematou para defesa atenta de Tiago. Terminou o tempo regulamentar seguiram-se as grandes penalidades:

Legenda: Marcou-M; F-falhou

Vila Meã: Valdinho (M); Alex Porto (M); Mesquita (F); Jorge Azevedo (M); Bruno Silva (M)

Freamunde: Paulo Monteiro (M); Diogo Martins (M); Marco André (F); Pedro Alves (M); Migas (F)

4-3 a favor do Vila Meã

Freamunde foi eliminado através da marcação das grandes penalidades. Um jogo digno de um jogo de decisão, onde o Freamunde pecou por alguma falta de consistência exibicional e o Vila Meã foi sem dúvida a equipa mais forte ao longo de todo o jogo com grande qualidade futebolística. A possibilidade de repescagem do Freamunde caiu por terra devido ao golo do Sousense aos 90+5’ frente ao Barrosas que foi o repescado.

Termina assim a época dos Capões, resta agradecer a todos os intervenientes na transmissão e o Freamunde irá voltar para o ano com o mesmo objetivo, regressar aos grandes palcos nacionais. A todos um agradecimento por todo o apoio ao longo das transmissões, restem seguros e cumpram as normas do Governo.

Seja Assinante

Promovemos Freamunde em todo o mundo. ASSINE aqui e, por 25 euros ano, tenha acesso a todos os conteúdos sem limite.

Não excluímos ninguém. Se não pode pagar o valor acima indicado, visite-nos ao sábado entre as 10 e as 12h00, na Rua do Comércio 125, em Freamunde, para encontramos uma solução.