Jornalismo & Resistência – o exemplo de Coimbra

COIMBRA CAPITAL DOS INVENTOS
O AVC obrigou-me a quintuplicar os custos de produção do NOTÍCIAS DE COIMBRA
Apesar de ter sido obrigado a investir da noite para dia, em plena pandemia, em modo cadeira de rodas, as receitas vão dando para pagar as despesas e o pasquim até dá lucro.
Sinal que valeu a pena andar uns 5 anos a trabalhar para o boneco e que há cada vez mais anunciantes que sabem onde vale a pena investir (muitos continuam agarrados ao “papel”, mas isso fica para outra conversa).
Ontem, como hoje, muitos perguntam porque não fomos a este ou aquele “invento”, mas ainda está para chegar o dia em que uma alminha pergunte se tenho dinheiro para pagar o gasóleo ou a internet. (E sim, já aconteceu mais do que uma vez entre 2013 e 2018). Então com esta história das eleições o que eles querem é festa à conta dos media locais, que ao contrário das televisões e rádios nacionais, não recebem um oreo para andar de feira em feira.
Humoral da história: Numa cidade onde até as putas são amadoras, será caso para adaptar um pensamento desse guru do amor que dá pelo nome de Marco Paulo:
Mais e mais amor
Que amor tão bacoco
Mais, eu dou tanto
E tu dás tão pouco
Fernando Moura, director Notícias de Coimbra
—————————————————————————–
https://www.youtube.com/embed/oPKG8z85rbk?fbclid=IwAR2jX-FcqSRjX5iQz1ywmVu0llhJD8CD1a6cdg75ldzpc-hx85WOiM8tYK8

Seja Assinante

Promovemos Freamunde em todo o mundo. ASSINE aqui e, por 25 euros ano, tenha acesso a todos os conteúdos sem limite.

Não excluímos ninguém. Se não pode pagar o valor acima indicado, visite-nos ao sábado entre as 10 e as 12h00, na Rua do Comércio 125, em Freamunde, para encontramos uma solução.