ESTAMOS
À ESPERA
casa das artes
2 anos 9 meses 3 semanas

Feira Antiga, cheia de futuro, não é?

A experiência destes três dias fica marcada na memória de todos nós. Terminou e agora perguntamos se para o ano há mais. Talvez. Desejamos que sim. Basta ouvir as pessoas e os seus testemunhos, muitos orais, muitos escritos.

Ora veja aqui o texto de Luísa Leal

Freamunde voltou no tempo por três dias. E foi bonita a festa!  Tão genuína e tão nossa! Quando Freamunde sonha, é em grande! E o que faz, faz muito bem.

Numa colaboração exemplar entre junta de freguesia e as diversas associações da terra, realizou-se esta feira à moda antiga. Com destaque para o capão, um dos nossos ex-libris, mas com muita tradição à mistura.

Consegui recordar muito da minha infância. Das artes e ofícios que os da minha geração ainda tiveram o privilégio de conhecer.

Foi lindo ver os mais jovens a usufruir  de jogos tradicionais e ver animais sem ser no talho ou supermercado.

O telemóvel nesses momentos só servia para registar os momento único de conhecer uma nova realidade, afinal tão antiga.

Consegui perceber uma homenagem aos homens e mulheres que fizeram de Freamunde a cidade de hoje. E, no bairrismo destes três dias, ressaltou o de todos, que no passado, fizeram feitos exemplares pela nossa terra.

Estava lá a Gandarela, a nossa cultura popular, a nossa arte e engenho.

Estavam lá todos que sonharam para que hoje tenhamos tudo quanto temos.

Muitos dos homens e mulheres que fizeram Freamunde, mesmo aqueles que já não estão entre nós, onde quer que estiverem, estão orgulhosos de nós. 

Da  mesma forma que demonstramos o orgulho que temos neles, porque, afinal de contas, uma cidade que não ama o seu passado, não constrói o seu futuro.

Que a união destes dias se torne um exemplo para o que a nossa cidade merece.

Merece o melhor de nós. Merece que a amemos tal como é. Que juntos consigamos torná-la melhor e mais nossa. Sem críticas que não constroem. Que se unam esforços a nível social e político para que a nossa terra seja cada vez mais única.

Sabemos do nosso valor, não nos podemos deixar enganar e muito menos anular.

Somos Freamunde. Nem melhor, nem pior que ninguém. Apenas diferentes, únicos na nossa essência.

 E para o ano, que venha nova feira antiga. Afinal, quem em Freamunde não gosta de uma boa festa?

Luísa Leal