Vidal – o pedagogo e mestre de grandes músicos

Um dia todos teremos o mesmo fim. Felizes daqueles a quem uma terra pode agradecer a sua vida terrena, a sua passagem, por aquilo que deixou mas que teve uma acção com frutos que o irão eternizar. Freamunde despediu-se de Alberto Nogueira Coelho, nascido a 2 de Janeiro de 1938, tendo partido para o reino dos céus a 21 de Fevereiro de 2021, com 83 anos.

Todos o conheciam como o Alberto Vidal, apelido herdado do seu pai, de quem “herdou” também a profissão de marceneiro na Fábrica Grande, onde ambos trabalharam. O Alberto Vidal também viria a trabalhar na fábrica do Moreira, em Paços de Ferreira e acabou por voltar à terra para trabalhar na Fábrica do Calvário, a Fábrica do António Pereira da Costa. Mas a vida não é só trabalho.

A música foi talvez o marco mais importante da sua vida. Em 2009 deixou de tocar na Banda de Freamunde onde tocou mais de cinquenta anos. É obra. Quantos o fizeram? Era amigo da Banda e também gostava de participar no canto das janeiras, uma tradição mas também uma fonte de rendimentos da nossa banda. Mesmo noutros momentos o Alberto Vidal gostava de cantar. Também foi músico da Banda de Negrelos – Santo Tirso e da Banda de Paços de Ferreira. Curiosamente começou na classe das palhetas, no clarinete e passou entretanto para a classe dos metais, na tuba.

Tantos anos ao serviço da filarmonia já eram motivo de gratidão. No entanto, a “música” do Alberto Vidal continuará mesmo após a sua partida, pois foi professor de música de muita gente nesta terra, quer em sua casa, quer na Escola Infantil de Música de Freamunde, onde foi também meu professor na década de 80. Curiosamente, foi também professor dos seus irmãos Alfredo e Joaquim.

Foi também professor dos irmãos José Luís Pacheco e José Fernando Pacheco, que por sua vez também ensinaram os seus irmãos Manuel, Adão e Abílio. Teve também alunos que acabaram por se tornar músicos profissionais, como o Claudino Leal, Paulo Silva, Manuel Pacheco e Ricardo Vitorino, entre outros. São os muitos os alunos que se tornaram músicos, são muitos os alunos que se tornaram professores de música. Só temos mesmo que dizer, obrigado Alberto Vidal.

 

Texto: Pedro Ribeiro

Seja Assinante

Promovemos Freamunde em todo o mundo. ASSINE aqui e, por 25 euros ano, tenha acesso a todos os conteúdos sem limite.

Não excluímos ninguém. Se não pode pagar o valor acima indicado, visite-nos ao sábado entre as 10 e as 12h00, na Rua do Comércio 125, em Freamunde, para encontramos uma solução.