ESTAMOS
À ESPERA
casa das artes
2 anos 9 meses 3 semanas

Nas vitórias da Rádio Freamunde

Mais de cem mil pessoas tiveram contacto nos últimos vinte dias com a Rádio Freamunde (http://www.radiofreamunde.pthttps://www.facebook.com/radiofreamunde/https://www.youtube.com/channel/UCAW5lEBcf6W9t2NebP50BHw   e estamos aqui para lhes agradecer.

Tem sido um trabalho extraordinário, com a colaboração de amigos que com a sua inteligência e dedicação nos informam do que está a acontecer e nos ajudam na execução de ideias, como é o caso da noite do Fado de Freamunde, na Caderneta de Cromos, e nas reportagens das actuações da nossa Banda de Música.

Fado de Freamunde

Oferecemos à nossa gente, no dia 10, na Associação de Socorros Mútuos, com o apoio da Junta de Freguesia, uma sessão memorável do que melhor se produz no nosso país. Como lá dissemos e aqui queremos recordar, esta iniciativa da RF nasceu de uma conversa com o nosso Jorge da Arminda – um amigo de dezenas de anos que encontrei nos gritos aos golos do nosso SCF.

Mas na falta de golos, descobri que adorava o fado e com ele partilhei que isso era uma aposta da rádio que deveria traduzir-se na edição em formato multimédia. Nesse dia nasceu o compromisso do caminho conjunto que vai na 14ª sessão realizada.

Logo ficou explícito que seria necessário falar com o Fernando Correia – meu amigo e até parente – e depressa soubemos que já éramos três (eu dispensado, é claro, de cantar!)

Com o Jorge da Arminda e o Fernando Correia nasceu assim o Fado de Freamunde, coisa que ainda ninguém sabe o que é, mas vai saber dentro de pouco tempo!

Escolhi o restaurante São Francisco, pelas razões que só eu sei. E como tem sido excelente encontrarmo-nos ali com o Jonatas e a Joana na segunda sexta-feira de cada mês, à noite, para ali jantar e sobretudo reunir quem quer participar e agora experimentar a amizade que nasceu entre os clientes que ali vão: o ambiente familiar que ali se vive é singular. Quem o diz é quem nos visita.

E assim, com os amigos certos, criámos um ambiente que é sala de visitas da nossa terra: Freamunde sempre soube receber bem!

Caderneta de Cromos

O rosto humano do nosso SCF passa por aqui. Na última época decidimos (porque era necessário) não acompanhar os jogos do clube nem produzir notícias sobre o futebol. Temíamos que tendo que escrever e narrar a situação vivida, de acordo com as regras do jornalismo, acabássemos por contribuir para a crise interna do clube.

Não podendo (nunca) hipotecar a verdade, pela fidelidade aos nossos leitores/seguidores optamos pelo silêncio. Existimos para “promover Freamunde”. E à nossa maneira, contribuímos para que a solução fosse encontrada no dia 2 de Junho, mantendo uma relação cordial com a direcção do clube que agora cessou funções.

Mas aqui está a funcionar a inteligência e visão do Pedro Queirós. No pouco tempo que tem, encontra sempre espaço para mostrar na RF o “rosto humano” do nosso clube. Fá-lo com discrição, objectividade e actualidade. Tem sido uma delícia o seu trabalho em termos de audiências.

Esta época vamos ter mais trabalho: vamos acompanhar sempre que possível os adeptos nos jogos da “Maratona da Vitória” que hoje, com a tomada de posse, começou. Lá vai ter o Pedro Queirós de convencer mais militantes para a causa.

A Banda de Música

O prazer de ver e ouvir a nossa banda em terras de Portugal é imenso. Onde está a Banda está a Rádio Freamunde. E ninguém imagina a emoção que temos quando filmamos a “entrada na festa” e vemos a bandeira da Associação Musical a encabeçar a marcha. É Freamunde que chegou!

Com a banda, mesma à sua espera, um conjunto de freamundenses ostentam-se orgulhosos. Aqui na RF chamamos-lhes os “ferrinhos da banda”, sempre presentes. E como é bom vê-los por ali. Partilhamos o perfume das melodias enquanto de cabeça fazemos contas à cabazada que damos (mas isso agora é politicamente incorrecto dizer!). Mas damos. Pronto.

Aqui o nosso agradecimento vai para o senhor Queirós e o filho Manuel a quem pedimos sempre informações úteis para o nosso trabalho. E é assim que construímos a família da Rádio Freamunde, no encontro das emoções que interessam e que nos explicam que as pessoas são apenas aquilo a que pertencem. E aqui somos “freamundenses”.

O trabalho que temos feito com a Banda de Freamunde tem sempre uma audiência maravilhosa. E garantiu (garante) à nossa publicação um conjunto de seguidores internacionais que não deixa de crescer e começou com a actuação na Casa da Música.

A Nossa Gente

Precisamos também de referir as surpresas do dia: aquelas conversas que surgem inesperadas e me são dirigidas por pessoas sem nome mas de rosto definido e sobretudo de olhos brilhantes. Partilham comigo o gosto de “serem Freamunde” e me interpelam com “notícias” que devíamos publicar.

A tarefa da Rádio Freamunde é esta: ouvir quem quer falar porque tem algo a dizer, na defesa da sua terra. E todos esperam de nós uma dedicação sem medo, num amor infinito ao trabalho que valha por si e dispense qualquer conveniência.

De entre a nossa gente destacamos dois trabalhos que podem ver: https://www.youtube.com/channel/UCAW5lEBcf6W9t2NebP50BHw com Rosalina Oliveira e o Rodela. São reportagens históricas que é preciso guardar. Sim, na nossa terra temos heróis, uns conhecidos outros nem tanto. Mas são notícia!

O nosso irmão https://pacoslook.pt/

Nasceu em Abril de 2022. Tão diferente mas vivaço na leitura que oferece para quem quer saber o que acontece, mas sobretudo como acontece e porque acontece. Relativamente incómodo para uma classe política que desde o 25 de Abril de 1974 só conheceu “maiorias absolutas” e estranha a interrogação da coisa pública.

A qualidade da democracia no nosso concelho é um desiderato a ser conseguido sem tréguas. No respeito pelas pessoas e sua intimidade, mas na exigência do “esclarecimento público” que promova a liberdade dos cidadãos – o bem maior da democracia plena e não apenas legal.

Está agora o pacoslook a investir no trabalho jornalístico em todas as freguesias do concelho. Caminho longo e árduo. Passem por lá. E não se esqueçam de nos informar o que está a contecer. A nossa terra merece saber o que está a acontecer mas também como e porque acontece.

O que quer a Rádio Freamunde

Desde 2019 que ouvimos esta pergunta; não temos respondido pois acreditamos que basta seguir-nos e ler o que publicamos. Mas para quem ainda não percebeu (sei lá se não quer perceber!) podemos esclarecer que para Freamunde queremos TUDO. Isso mesmo, em maiúsculas.

 

Por Arnaldo Meireles

(Editor de rádiofreamunde.pt e pacoslook.pt)