ESTAMOS
À ESPERA
casa das artes
2 anos 10 meses 1 dia

Cereais ucranianos vão faltar na Europa e preços a subir

Os tanques e mísseis russos que cercam a Ucrânia também estão ameaçando o abastecimento de alimentos e os meios de subsistência de pessoas na Europa, África e Ásia que dependem das vastas e férteis terras agrícolas da região do Mar Negro – conhecida como o “celeiro da o mundo.”

Agricultores ucranianos foram forçados a negligenciar seus campos enquanto milhões fogem, lutam ou tentam se manter vivos. Estão fechados os portos que enviam trigo e outros alimentos básicos em todo o mundo para serem transformados em pão, macarrão e ração animal. E há preocupações de que a Rússia, outra potência agrícola, possa ter suas exportações de grãos derrubadas por sanções ocidentais.

Embora ainda não tenha havido interrupçoes globais no fornecimento de trigo, os preços subiram 55% desde uma semana antes da invasão, no meio de preocupações sobre o que poderia acontecer a seguir. Se a guerra for prolongada, os países que dependem das exportações acessíveis de trigo da Ucrânia podem enfrentar escassez a partir de julho, disse o diretor do Conselho Internacional de Grãos, Arnaud Petit.