ESTAMOS
À ESPERA
casa das artes
2 anos 9 meses 3 semanas 3 dias

Negociador russo admite possibilidade de paz

Se o trabalho sobre o tratado e um compromisso necessário avançar rapidamente, a possibilidade de paz estará muito mais próxima, observou o assessor presidencial russo Vladimir Medinsky

ISTAMBUL –  A Rússia sugere que um encontro entre os presidentes russo e ucraniano, Vladimir Putin e Vladimir Zelensky, seja organizado concomitantemente com a assinatura de um tratado bilateral pelos ministros das Relações Exteriores dos dois países, referiu à TASS o assessor presidencial russo Vladimir Medinsky, que lidera a delegação russa às negociações com a Ucrânia.

“Após a significativa conversa de hoje, concordamos e sugerimos uma solução, sob a qual uma reunião entre os chefes de estado é possível simultaneamente com a rubrica do tratado pelos chanceleres, tanto mais que durante esta rubrica e consideração dos detalhes do tratado, será possível discutir várias nuances e detalhes políticos”, disse ele após as conversas russo-ucranianas em Istambul.

“Então, se o trabalho sobre o tratado e um compromisso necessário avançar rapidamente, a possibilidade de paz estará muito mais próxima”, acrescentou.

Segundo Medinsky, o lado russo disse anteriormente que tal reunião seria possível quando um tratado elaborado pelos negociadores e ministros das Relações Exteriores dos dois países estivesse pronto para ser assinado. “O formato foi o seguinte: primeiro, é elaborado um tratado, depois é aprovado pelos negociadores, assinado pelos chanceleres em uma reunião pessoal, e só depois disso é organizada uma possível reunião entre os chefes de estado para assinar esse tratado, ” ele disse. “Não é uma questão simples, tanto mais que poderia ser uma reunião multilateral envolvendo nações garantidoras de paz e segurança na Ucrânia.”

A primeira rodada de negociações russo-ucranianas foi realizada na região de Gomel, na Bielorrússia, em 28 de fevereiro. As negociações duraram cinco horas. A segunda rodada de negociações foi realizada em 3 de março em Belovezhskaya Pushcha, na Bielorrússia. As delegações se reuniram para a terceira rodada de negociações em 7 de março, na região de Brest, também na Bielorrússia. Mais rodadas foram realizadas no formato online. Outra rodada off-line de negociações foi realizada em Istambul na terça-feira.

Em 24 de fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin anunciou uma “operação militar especial em resposta a um pedido de ajuda dos chefes das repúblicas do Donbass”. Ele ressaltou que Moscovo não tem planos de ocupar territórios ucranianos, mas visa desmilitarizar e desnazificar o país e derrotar as unidades armadas nacionalistas, que são diretamente responsáveis ​​pelo genocídio no Donbass.


Info TASS